Pessoas com saudade da Terrinha

Seguidores

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Como foi a Via Crúcis Sitiense (Via Sacara) 16/04


Jesus segue para ser entre a Cruz.

Pilatos e Jesus diante da multidão

Jesus diante de Pilatos

Multidão grita: Soltem Barrabás e crucifica Jesus

Pilatos lava as mãos diante da multidão.

Jesus segue para a Gólgota

Jesus é pregado na Cruz

Jesus caí pela segunda vez.

Elenco comemorando o sucesso e os elogios que receberam. 


Os Jovens ficaram mais que satisfeitos com o trabalho e o sucesso que se deu da Via Sacra Sitiense.
Não deixando de salientar que foi tudo idealizado, programado e executado pelos JOVENS, esses que hoje mostram à toda a comunidade que fazem parte da mesma, e que quando querem, vão a frente e enfrentam o desafio que lhes for dado.
Parabéns jovens, o espetáculo foi belo aos olhos de quem foi assistir e prestigiar o trabalho e esforço de vocês. 


Por: Andreza Santos

Redes Sociais – Desencabresto político no Sertão.



                As manifestações populares, conhecidas como Jornadas de Junho, ocorridas a partir de junho de 2013 em várias capitais brasileiras, não foram organizadas por lideranças reconhecidas, nem por movimentos sociais organizados, tampouco por partidos políticos, mas pela deflagração e compartilhamento, em redes sociais, das insatisfações da população brasileira com os serviços públicos oferecidos no país a fora. A mobilização de usuários do Facebook e do Twitter, os dois sites de redes sociais mais acessados do Brasil, foi considerada uma das principais forças por trás das manifestações que atingiram todo o país durante aquele período. Na internet, tanto usuários experientes quanto iniciantes se tornaram organizadores, comentaristas e protagonistas dos protestos. O Twitter foi apontado por usuários como uma das principais fontes de informação em tempo real sobre o que acontecia durante as manifestações. O Facebook, por outro lado, foi usado principalmente para organizar atos de protesto e demonstrar posicionamentos políticos. Caíram no ridículo alguns movimentos organizados e até alguns políticos que quiseram pegar carona nos protestos para ganharem dividendos. Aquelas manifestações seguiram o mesmo processo de "propagação viral" de protestos em outros países, como a Primavera Árabe, no mundo árabe
                O advento da informática – que marca uma revolução nestes nossos tempos – vem provocando um novo perfil de comportamento das populações que usam as redes sociais: uma certa autonomia política. E um dado que pode constatar esta hipótese, verifica-se no resultado das últimas pesquisas de tendência político-eleitoral feitas em Pernambuco: Mesmo com o alto índice de aprovação registrado no seu governo e, tendo apoio político em mais de 130 cidades do estado - o que equivale a dizer que, no mínimo mais de 100 prefeitos pernambucanos declaram apoio ao projeto estadual e nacional de Eduardo Campos -, não se verifica isso na prática quando se sonda os eleitores. O resultado da pesquisa realizada pelo Instituto Maurício de Nassau em parceria com o Jornal do Commercio, sugere que as populações destas cidades NÃO estão em consonância política com o governador nem com seus lideres locais. A pesquisa mostra o candidato do PSB, Paulo Câmara, em desvantagem em todas as regiões do estado, inclusive e com surpresa, na região metropolitana – o que desmantela a defesa governista de que os resultados são preliminares e não revelam a verdadeira intenção do eleitor, uma vez que Câmara ainda não iniciou sua peregrinação pelo estado. O caso mais emblemático deste fenômeno se observa no Sertão, que apontou o senador Armando Monteiro (PTB) com 51% das intenções dos votos contra, apenas, 5% do candidato eduardista. Parece que as populações não estão em sintonia com seus líderes e não pretendem obedecer aos chefes municipais. Será que as redes sociais (blog’s, Facebook, Twitter etc.) estão desencabrestando o eleitor? Tomara que sim.
                Com toda essa situação, ficou claro a importância das redes sociais na disseminação de conteúdo, enquanto a organização efetiva das manifestações comprova o alcance social dessas ferramentas. Ficou evidente o seu poder de articulação da informação se sobrepondo aos veículos tradicionais. Neste contexto foi possível perceber que os conceitos tradicionais de comunicação talvez estejam ultrapassados para o momento digital que vivemos, pois as redes funcionaram como veículo de divulgação dos atos em tempo real e a população passou a ser a detentora da informação. Não importando se o responsável é jornalista conhecido, atriz popular, twitteiro ou comentarista de portal. O negócio é clicar, curtir, postar e compartilhar. Mesmo que seja uma mentira escabrosa capaz de comover o mundo e influenciar decisões políticas importantes.
Por: Professor Márcio Siqueira.

quarta-feira, 16 de abril de 2014

I Via Crúcis Sitiense


Será hoje 16/04 a primeira Via Sacra encenada de Sítio dos Nunes.
A idealização do evento religioso, se deu por Pedro Neto, mais conhecidos como: Pedro de Mita. Que juntamente com os jovens da comunidade se uniram depois de um Retiro de Carnaval e decidiram encenar a Via Crúcis em nossa comunidade.
Com muito trabalho e esforço dos mesmos jovens, hoje será apresentado o trabalho feito por eles.

Direção: Pedro Neto
Figurino: Elson Josevan
Cenário: Alessandro Virgínio
Sonorização: Cristiano Produções

Como Jesus: Pedro Neto
Elenco Jovem: Adriana Ferreira, Ferdinanda Regina, Michely Oliveira, Samantha Diniz, Williany Ferraz, Fernando Ramos, Jhonatan Silva, José Lucena, Vitor Rezende e Wellington Lima.
Elenco Mirim: Ana Carolayne, Ana Lívia, Barbara Oliveira, Maria Beatriz e Marta Santana.

Apoio: Comércio Local, Humberto Guerra, Júlio Nunes, Onofre Souza, Ricardo Araújo e Soraya Morioka.

A Via Crúcis sairá dos Correios, seguindo pela a rua do campo, descendo pela rua São João e tendo fim de frente da Igreja local.
Horário: 18:30hrs

Contamos com a presença de todos para prestigiar essa Juventude que vem dando o que falar na comunidade.


   

domingo, 6 de abril de 2014

Ciclo de Palestra - Divulgação



Este mês de abril o movimento espírita internacional comemora duas datas importantes: 18 de abril de 1857 (Lançamento da 1ª edição de O Livro dos Espíritos); e 15 de abril de 1864 (Lançamento da 1ª edição de O Evangelho segundo o Espiritismo), ambos organizados por Allan Kardec. Por isso a AEEMIL junta-se nestas efemérides e realiza, neste mês de abril, um "Ciclo de Palestras e de Estudos Dirigidos”, em louvor da Doutrina Espírita. PARTICIPE!

 Márcio

segunda-feira, 31 de março de 2014

Charge do Dia


Uma Ditadura vestida de revolução completa 50 anos, que o Golpe de 1964 não se repita.


Uma Ditadura vestida de revolução completa 50 anos, que o Golpe de 1964 não se repita.
Hoje, dia 31 de março se faz aniversário de 50 anos de todo o conjunto de manifestações que culminaram na Ditadura Militar de 01 de Abril de 1964. Jango o então Presidente já havia sofrido diversas represálias antes deste Golpe, o mesmo recebera a fama pelos militares de Comunista por ter vínculos positivos com a China, por ter uma visão favorável à reforma agrária, aos movimentos sociais, bem como distribuição de renda que na época eram coisas inaceitáveis (Como ainda impera hoje este pensamento frente ás classes mais abastadas monetariamente). Jango pegara um estado desestabilizado econômica e politicamente, JK e Janio Quadros desestabilizaram e para consertar algumas políticas de Jango foram tidas como comunista. O governo militar trouxe bastante desenvolvimento econômico e crescimento tecnológico para o Brasil, porem, endividou bastante o país que veio a sofrer com hiperinflação posteriormente. Os Militares protegerem bastante a classe industrial no Brasil e trouxe pouca evolução para classe trabalhadora que ficou acomodada pelo fato do medo que possuíam e por ser bastante desinformada e os meios de comunicação não faziam seu papel social! O Governo Militar trouxe desenvolvimento ao país, mais as mazelas foram bem maiores, foram repressões, execuções, extradições, fim e diminuição de produção artística e cultural, suspensão da democracia e outras mazelas! A ditadura Brasileira possuía vínculos e interesses muito próximo dos interesses dos Estados Unidos e Segundo Lúcia Valente “Os maiores financiadores do golpe foram notadamente as grandes oligarquias do Brasil, além das multinacionais e do próprio governo estadunidense”. Atualmente as coisas não tem sido diferentes, há pouco interesse em reformas no Brasil, reforma agrária, política, fiscal e enfim... Continuamos vivendo em modelos de gestão onde as “Oligarquias” hoje batizadas de empresários sempre são privilegiados, onde os três poderes Brasileiros não cumprem seus papeis e a cada dia os escândalos políticos vêm sendo mais comuns e nos amedrontam  na culminação de novas ditaduras... Estes 50 Anos de aniversário da  Ditadura não merecem ser celebrados com felicidade, merecem ser repudiados, celebremos então 26 anos de Democracia! Que acordemos para a manutenção da Liberdade no Brasil, mais que seja uma liberdade limpa, sem crimes contra a nação Brasileira, sem corrupção!

Mauricio de Siqueira-Economista

Mestrando-POSMEX-UFRPE

quinta-feira, 27 de março de 2014

Desabafo: Hora da vida ficar melhor!

                   (Imagem ilustrativa)

Blogueiro que se presa, vai acabar dando sua opinião
mas esta não é, nem deve ser verdade absoluta, 
me poupem e vejam o que deve ser visto!

Aclamar as bem feiturias faz parte, 
e divulga-las sempre foi, para todos os governos
que fique bem claro "marketing" e deve ser.

AGORA....em tempos de modernidades,
onde a luta contra a pobreza parece o caminho
mais curto para a conquista do voto de da 
camuflada democracia, termos casa de taipá
onde o ser humano, mesmo de estatura pequena
característica de um desenvolvimento
regrado de necessidade NÃO CONSEGUE FICA DE PÉ.
ERETO - (como deveria o Homo sapiens) a não ser que esteja na "cumiéira"

É INADMISSÍVEL- e não quero saber de quem é a culpa!
por que se fosse assim, retrocederíamos as capitanias hereditárias..
quero ver dignidade " olho a olho!"daquelas famílias, 
começando pela capacidade de me olhar de pé sem precisar se curvar.

Não estou sendo direta, dá uma voltinha
na rua do campo, ou melhor na travessa João Tomáz
e observa a situação de umas três famílias que lá vivem. 

#Falei.

Manuella Epaminondas

Vergonha: Cerca de 26 famílias vivem de forma desumana e sem proteção no lixão em Serra Talhada











Em meio à sujeira, e sem qualquer proteção, catadores tentam ganhar o pão de cada dia no lixão. Um risco! Sem equipamentos de proteção eles podem encontrar cacos de vidros, latas, seringas usadas que carregam consigo doenças, facilmente transmitidas pelo simples contato. Falando em dinheiro, o dia rende, em média, R$ 30,00. Trabalho cansativo, mas cheio de esperança.

A Lei 12.305, que instituiu a Política Nacional de Resíduos Sólidos e, que demorou 19 anos para ser votada no Congresso, deu o prazo até 2014 para todos os municípios eliminarem seus lixões. Segundo a catadora Eliene Soares da Silva, 30 anos, os “garimpeiros do lixo” de Serra Talhada trabalham sem segurança (luvas e botas). Além disso, com shorts e blusas curtas, ou seja, sem proteção.

O Repórter do Pajeú Itamar França foi ao local e registrou imagens que mostra os riscos de quem trabalha diretamente com o resíduo. Os catadores entram em contato direto com o lixo que é descarregado todos os dias. O repórter também observou animais domésticos convivendo com aquela comunidade.

Cenário

A cena mais chocante no trabalho dos catadores é o momento em que os caminhões da Prefeitura chegam ao lixão para despejar os entulhos. As 26 famílias ficam reunidas à espera do veículo, até que a comporta por onde o lixo sai é aberta. Nesse momento, todos se apressam para coletar a maior quantidade de produtos recicláveis, que são vendidos geralmente nos finais de semana.

A catadora Eliene afirmou que os trabalhadores possuem uma espécie de pacto entre si, e cada um respeita o espaço do outro. “Somos solidários uns com os outros; todos têm os mesmos direitos durante a coleta”, finalizou.

Fonte: Itamar França

Choveu.....!


201304151104021366035302
O Rio Pajeú amanheceu com muita água na altura do município 
de Flores em virtude das chuvas que caíram nas últimas horas.

Ontem (26), as precipitações voltaram ao Pajeú. Em Flores,
 foram mais de três horas de chuva. Para esta quinta-feira (27),
 a previsão é de mais chuvas no Pajeú.

Choveu também em outras áreas da região. 

Fonte: (Nill Júnior)

Chuva !

A quarta-feira foi de muita chuva em Flores, foram 74mm 
de intensidade pluviométrica, o que deixou os moradores do 
Município mais animados.

A chuva teve muitos raios e trovões, mas não ventou, com tudo, 
cerca de 30 metros de murada da antiga maternidade desabaram.
A previsão para hoje, segundo o climatempo é a seguinte:

Sol com algumas nuvens e chuva passageira durante o dia. À noite o tempo fica firme.

Informações: Alberto Ribeiro